FRONTEIRAS CULTURAIS

Autores

  • Jorge Calvario dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.47240/revistadaesg.v31i62.467

Palavras-chave:

Cultura. Fronteira. Geopolítica.

Resumo

A Geopolítica nos remete a inúmeros conflitos em função de interesses além fronteira. Com sua formalização jurídica o conceito de fronteira passou a ser aceito juridicamente e sua defesa um direito legal. Entretanto, surge o conceito de fronteira cultural. As fronteiras, antes de serem jurídicas, são culturais e não delimitadas. As de um Estado-nacional culturalmente mais evoluído transcende sua fronteira política e a de um Estado-nacional culturalmente pouco desenvolvido mantém-se dentro dos limites de sua fronteira política. Isso possibilita e mesmo produz dificuldades no relacionamento transfronteiriço. Observa-se a existência de conflitos intra-Estados que, por possuírem fronteira jurídica sem considerar a fronteira cultural, com a existência de mais de uma cultura no mesmo espaço, vivem em uma situação de instabilidade política com a semente de desmembramento ou fracionamento territorial. O mesmo ocorre quando uma mesma cultura se localiza em diferentes territórios o que possibilita e induz a uma aproximação e superação da fronteira política de existente.

Downloads

Publicado

31-12-1969

Edição

Seção

Artigos