ASPECTOS PSICOSSOCIAIS DA DEFESA NACIONAL

Autores

  • Jurandyr de Souza Fonseca

DOI:

https://doi.org/10.47240/revistadaesg.v20i44.350

Resumo

Este trabalho trata da motivação humana e processos associados a serem considerados numa Política de Fortalecimento da Expressão Psicossocial do Poder Nacional, visando à Defesa a longo prazo. A Teoria da Motivação Humana de Abraham Maslow é introduzida para orientar o tema, destacando-se a relação das necessidades básicas humanas com os objetivos do Estado Brasileiro e suas conseqüências de interesse para a Defesa Nacional. Uma análise sobre o modo como as necessidades básicas se expressam na população brasileira é apresentada com base num estudo do autor sobre as predisposições comportamentais inatas de indivíduos brasileiros e norte-americanos, tal como determinadas com um instrumento de medida do temperamento criado por John Worley. A relação entre a motivação de realização da cultura e a prosperidade da nação é discutida com base nos trabalhos de David McClelland. As conclusões derivadas são reunidas às dos temas precedentes para fundamentar uma proposição de aperfeiçoamento da cultura brasileira. O tema é encerrado com uma apreciação sobre a influências das religiões sobre a cultura nacional, a qual é ilustrada com os resultados de uma pesquisa conduzida pelo autor e colaboradores numa área residencial no Rio de Janeiro. As informações reunidas são usadas, ao final, na proposição de ações estratégicas para integrar a Política proposta, privilegiandose três objetivos subsidiários: ampliação da resistência da nação aos estímulos desagregadores de ordem motivacional, aperfeiçoamento do homem brasileiro em seu aspecto psicossocial e consolidação de uma cultura de realização para alicerçar a sobreviência e a prosperidade das gerações futuras.

Downloads

Publicado

31-12-1969

Edição

Seção

Artigos