MATRIZ SWOT1 ENTRECRUZADA:

UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O APERFEIÇOAMENTO DO MÉTODO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA

Autores

  • Eduardo Santiago Spiller

DOI:

https://doi.org/10.47240/revistadaesg.v28i57.206

Palavras-chave:

Planejamento. Estratégia. Matriz SWOT entrecruzada.

Resumo

Este estudo explora o uso da matriz SWOT entrecruzada, adaptada, de modo a ampliar o processo de investigação de assuntos correlatos à Defesa Nacional e aprofundar os resultados alcançados com o uso desta ferramenta, a partir de sua forma original. Foram apreciados diferentes modos de apresentação da matriz SWOT entrecruzada contidos na literatura, conforme proposto por diversos autores, e realizadas comparações e contrastes entre as distintas abordagens. Considerando o fato de esta ferramenta haver sido concebida com o foco dirigido às organizações privadas, foram promovidas alterações na denominação das variáveis, para facilitar o entendimento e o uso de cada uma, de maneira a adequar a referida matriz ao Método de Planejamento Estratégico (MPE) empregado na Escola Superior de Guerra (ESG)2 , que visa à formulação de políticas e estratégias nos campos da segurança, do desenvolvimento e da defesa. Atualmente o método mencionado utiliza, na primeira etapa da Fase do Diagnóstico, a matriz SWOT, sem que suas variáveis sejam entrecruzadas. Nessa fase, é feito o levantamento e a análise dos ambientes externo e interno, segundo cinco diferentes enfoques denominados expressões do Poder Nacional: Política, Econômica, Psicossocial, Científico-Tecnológica e Militar. A adoção do entrecruzamento das variáveis torna a ferramenta mais robusta para o levantamento de informações que inventariam o presente e prospectam o futuro, em comparação com o simples arrolamento de aspectos considerados como oportunidades, ameaças, pontos fortes e pontos fracos, pois revela a influência mútua e a dinâmica dos ambientes externo e interno, e possibilita a adoção de condutas proativas. Uma vez concluída a revisão do referencial teórico e a crítica ao seu conteúdo, é sugerido o emprego da matriz SWOT entrecruzada, o que faz emergir como resultado, um vetor estratégico em cada expressão, que serve como suporte às etapas subsequentes do MPE, à medida que orienta os esforços, no sentido de aproveitar os aspectos positivos que contêm e apontar a conduta para ultrapassar as dificuldades que pode enfrentar. São apresentados exemplos de situações que correspondem a cada um dos vetores, cuja apreciação do conjunto deverá auxiliar a conclusão do diagnóstico, de modo a subsidiar o processo de planejamento. Ao final, são apresentadas sugestões para futuros estudos, de maneira a aperfeiçoar não apenas o uso da ferramenta em apreço, mas do próprio MPE. 

Downloads

Publicado

25-08-2017

Edição

Seção

Artigos