O PRIMEIRO CURSO AVANÇADO DE DEFESA SUL-AMERICANO (CAD-SUL):

REFLEXÕES SOBRE A DEFESA DA AMAZÔNIA

Autores

  • Heleno Moreira

DOI:

https://doi.org/10.47240/revistadaesg.v28i57.203

Palavras-chave:

Integração Sul-Americana. Defesa. Desenvolvimento. Formação e Capacitação de Pessoal.

Resumo

O primeiro Curso Avançado de Defesa Sul-Americano (CAD-SUL), em conformidade com o Plano de Ação 2012 do Conselho de Defesa Sul-Americano (CDS), foi realizado no segundo semestre daquele mesmo ano, durante dez semanas, nas instalações da Escola Superior de Guerra (ESG), localizada no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro. Esse curso foi destinado aos altos funcionários de defesa, civis e militares, dos países-membros da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), contando com a participação de representantes de onze países, sendo que oito destes integram a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA): Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela. Tal iniciativa representa um esforço no âmbito da região para desenvolver um pensamento sul-americano de defesa baseado na integração, na cooperação e na confiança mútua, por meio de capacitação e formação de pessoal. Partindo dessa inédita experiência adquirida, o presente trabalho tem por objetivo apresentar algumas reflexões sobre como o processo de integração sul-americana pode contribuir para a defesa da Amazônia, ao considerar que a Amazônia brasileira estará mais bem defendida se toda a região amazônica também estiver. Afinal, defesa está diretamente relacionada com desenvolvimento. O trabalho aborda, especialmente, a importância de um curso desse nível para a defesa e para o desenvolvimento regional.

Downloads

Publicado

25-08-2017

Edição

Seção

Artigos