AS ESTRATÉGIAS PORTUGUESAS DE GUERRA COLONIAL

A AFRICANIZAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS (FAP) EM MOÇAMBIQUE (1964-1974)

Autores

  • Filipe Pitrosse
  • Gilberto de Souza Vianna*

Palavras-chave:

Guerra Colonial, Africanização, Portugal, Moçambique

Resumo

O presente artigo pretende mostrar o processo de africanização das Forças
Armadas Portuguesas (FAP) e as suas forças auxiliares em Moçambique. Como uma
estratégia portuguesa, buscou diminuir recursos humanos oriundos da metrópole
para conseguir respostas mais efetivas aos movimentos guerrilheiros próindependência. Inicialmente, as tropas portuguesas em conflito eram compostadas,
maioritariamente, por soldados recrutados na metrópole, esses soldados, em
grande maioria, cumpriam uma comissão militar de cinco anos; na medida em que
a guerra foi avançando no terreno, o regime do Estado Novo passou a incorporar os
africanos nessa instituição militar.

Downloads

Publicado

24-02-2021

Edição

Seção

Artigos