MARITIME ECONOMY

CHALLENGES AND POSSIBILITIES FOR BRAZIL IN THE BLUE AMAZON

Autores

Palavras-chave:

Economia do Mar, Economia Azul, Ciência Tecnologia e Inovação (CT&I), Amazônia Azul, Atlântico Sul

Resumo

With more than 7,000 kilometers of coastline, Brazil can be considered a maritime
country. Given the relevance of the national maritime cluster and the potential
contributions of the blue economy to the development of the country, this text
aims to analyze the opportunities existing at sea, emphasizing the importance of
science, technology and innovation within the scope of the activities undertaken.
From an economic and international relations approach, the paper seeks to
present the Brazilian maritime space and the resources therein, as well as the main
challenges for its sustainable exploitation – especially considering geopolitical and
public policy aspects.

Biografia do Autor

Ana Flávia Barros-Platiau, Universidade de Brasília

Professora Associada do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília desde 2002. Diretora do Brasilia Research Centre do Earth System Governance. Senior Researcher do Earth System Governance (Ocean Task force). Membro do International Studies Association (ISA). Membro da diretoria da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI). Seus principais interesses de pesquisa:  governança global e a política externa brasileira, oceanos, biodiversidade além da jurisdição nacional (BBNJ) e Antártica. Seu grupo de pesquisa é composto por internacionalistas, juristas, biólogos e matemáticos. Pós-Doutora em Direito Internacional pela Universidade Aix-Marseille/CERIC. Doutora em Relações Internacionais pela Universidade Sorbonne Panthéon. Coordenadora dos projetos: i) Dois desafios para o Brasil na governança dos oceanos: Antártica e biodiversidade além da jurisdição nacional (2019-2021), financiado pelo CNPq/MCTIC; ii) Brazilian and Chinese Strategic Diplomacy in Antarctica (2019-2020). Possui diversos artigos científicos publicados em periódicos nacionais e internacionais, além de livros e capítulos de livros, com enfoque especialmente nos seguintes temas: governança global dos oceanos, biodiversidade além da jurisdição nacional (BBNJ), Antártica e BRICS.

Paulo Eduardo Aguiar Saraiva Câmara, Universidade de Brasília

Professor Associado do departamento de botânica da Universidade de Brasília, atuando como orientador de Mestrado e Doutorado nos programas de pós-graduação em Botânica da Universidade de Brasília (UnB) e de Algas, Fungos e Plantas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Florianópolis. Coordenador de Projetos no Âmbito do Programa Antártico Brasileiro – PROANTAR desde 2013. Licenciado em Biologia pela Universidade de Brasília, Mestre em Botânica pela Universidade de Brasília, Mestre em Ciências pela University of Missouri-Saint Louis (USA) e PhD em Plant Systematics and Evolution pela University of Missouri-Saint Louis (USA). É bolsista Produtividade do CNPq nível 1D. É membro da Sociedade Botânica do Brasil, American Society of Plant Taxonomists, British Bryological Society e International Association of Plant Taxonomists. Membro do comitê internacional de nomenclatura de Briófitas. Segundo-Tenente Oficial Técnico Temporário (OTT) da reserva não remunerada do Exército Brasileiro. Egresso do Curso Superior de Política e Estratégia da Escola Superior de Guerra (CSUPE-ESG). Possui 76 artigos científicos publicados em revistas internacionais e 26 capítulos de livro, já orientou 10 dissertações de mestrado e 6 de doutorado.

Giovanni Roriz Lyra Hillebrand, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

Pesquisador do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Coordenador de Apoio à Pesquisa no Grupo de Estudos e de Pesquisa em Segurança Internacional da Universidade de Brasília (GEPSI-UnB). Doutorando em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e Mestre em Relações Internacionais pela mesma instituição. Graduado em Relações Internacionais pelo Centro Universitário de Brasília – UniCEUB. Premiado, em âmbito nacional, no II Concurso de Monografias sobre Defesa Nacional, promovido pelo Ministério da Defesa. Possui capítulos de livros e artigos científicos publicados sobre indústria de defesa, atuação das Forças Armadas, entorno estratégico brasileiro, políticas públicas de defesa, inovação tecnológica e terrorismo internacional. Atua na área de Política Internacional, com ênfase em estudos de defesa nacional e de segurança internacional, especialmente nos temas: programas estratégicos das Forças Armadas, políticas de defesa, base industrial de defesa, Amazônia Azul, conflitos armados contemporâneos, tecnologias disruptivas, novas ameaças à segurança internacional, empresas militares privadas e ciência, tecnologia e inovação (CT&I) aplicadas aos conflitos armados.

Downloads

Publicado

24-02-2021

Edição

Seção

Artigos