UMA ABORDAGEM CRÍTICA ACERCA DO PROCESSO EDUCACIONAL BRASILEIRO, ENQUANTO INSTRUMENTO DE SEGURANÇA NACIONAL

Autores

  • Jorge Arantes Lopes Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Palavras-chave:

Cidadania - Educação - Elites - Política Social - Segurança Nacional

Resumo

O povo, enquanto um dos elementos do Estado, revela-se componente
importantíssimo para a Segurança Nacional. Trata-se de um fato axiomático.
Entretanto, ao que parece, o poder público brasileiro, consorciado com inconfessáveis
interesses das elites econômicas e políticas, ao longo dos séculos, não se deu conta
disso. Os sistemas educacionais implantados, desde o período colonial até os dias
atuais, são, em sua essência, altamente elitistas e excludentes, promovendo uma
dramática marginalização das camadas populares que se veem impossibilitadas de
ascender ao nível de conhecimento e do exercício da cidadania e, portanto, sem
perspectivas de melhorias sociais. Por outro lado, ao impedirem a construção da
cidadania destas classes, o poder público e as elites assumem o risco de formarem
um povo amorfo, desprovido de princípios éticos e morais, despolitizado, prenhe de
complexos coloniais, afeto ao jeitinho brasileiro e a comportamentos desviantes e,
totalmente, alheio e desvinculado dos interesses nacionais. Daí a importância de se
permitir a formação da cidadania do povo brasileiro, e o caminho não é outro senão
o da educação de qualidade, voltada para este fim.

Downloads

Publicado

04-08-2020

Edição

Seção

Artigos