AGRICULTURA COMO COMPONENTE DA POLÍTICA DE SEGURANÇA NACIONAL BRASILEIRA

Autores

  • Daniel Vidal Pérez Embrapa
  • Fortunato Lobo Lameiras

Palavras-chave:

Agronegócio. Segurança Alimentar. Defesa Alimentar. Agroterrorismo

Resumo

As fatalidades derivadas da fome podem superar as mortes em uma guerra
convencional. Por isso, a alimentação de uma nação deveria ser considerada
como assunto da Segurança Nacional. No entanto, o conceito de Segurança
Nacional só evoluiu nessa direção com o fim da Guerra Fria e com a percepção
pública de que as Mudanças Globais poderiam exacerbar tensões relacionadas
à escassez de alimentos e água. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta
uma evolução conceitual da questão alimentar dentro do contexto da Segurança
Nacional. A situação do Brasil é contrastada para cenários internacionais descritos
em literatura na tentativa de ganhar maior atenção do Ministério de Defesa
em relação à agricultura brasileira, devido ao seu importante papel nas cinco
expressões do poder nacional.

Biografia do Autor

Daniel Vidal Pérez, Embrapa

Daniel Vidal Pérez concluiu a graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) em 1987. Em 1990 concluiu, também na UFRRJ, o Mestrado em Ciência
do Solo. Realizou seu doutorado em Química Analítica Inorgânica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 2002. Realizou o curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE) e o Curso Superior de Defesa (CSD) pela Escola Superior de Guerra (ESG) em 2018. É Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) desde 1990. Publicou 106 artigos em periódicos especializados e 16 capítulos de livros  até Junho de 2019. É docente no curso de Doutorado em Sistemas de Gestão Sustentáveis da Universidade Federal Fluminense (UFF). Atua nas áreas de Ciência do Solo e Química Analítica, com ênfase em Química do Solo, principalmente nos seguintes temas: metais pesados, radionuclídeos e reuso de águas residuárias. Foi agraciado, em 2017, com a medalha do Mérito Marechal Cordeiro de Farias, pela Escola Superior de Guerra (ESG), e com a medalha Amigo da Marinha, em 2018, pela Marinha do Brasil.

Downloads

Publicado

04-08-2020

Edição

Seção

Artigos