A IMPORTÂNCIA DA REFORMA GOLDWATER-NICHOLS PARA A EVOLUÇÃO DA INTEROPERABILIDADE NAS FORÇAS ARMADAS DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Autores

  • Gustavo Calero Garriga Pires
  • Hercules Guimarães Honorato
  • Rejane Pinto Costa

Resumo

O presente artigo tem o propósito de analisar a importância da Reforma Goldwater-Nichols, aprovada em 1986, visando identificar elementos que se sobressaem na evolução da interoperabilidade das forças armadas dos Estados Unidos da América. O problema que nos norteou foi: em que medida a Reforma em lide proporcionou a evolução da interoperabilidade das Forças Armadas dos Estados Unidos da América? Esta é uma pesquisa teórica de cunho qualitativo, de caráter descritivo, bibliográfico e documental. O estudo aborda as razões históricas pelas quais os Estados Unidos realizaram tão profunda reorganização em seu Departamento de Defesa, com o advento da Reforma Goldwater-Nichols, uma vez que ela foi originada fora do âmbito castrense, especificamente no Congresso dos EUA. Espera-se que essa pesquisa seja relevante à Defesa Nacional, uma vez que são expostas características marcantes do processo de interoperabilidade dos EUA, nação amiga e que detém as forças armadas mais poderosas da atualidade. Devido ao seu caráter ímpar de ser uma iniciativa parlamentar, contrária aos interesses dos militares na ocasião, é demonstrada sua gênese e, posteriormente, seus quatro principais pontos de atuação: (i) o papel da Junta de Chefes de Estado-Maior; (ii) o reforço na autoridade dos Comandantes Combatentes Unificados; (iii) a criação de um sistema educacional próprio para o desenvolvimento dos oficiais e subalternos para atuação na arena conjunta; e (iv) a valorização dos militares que servem em comandos conjuntos.

Downloads

Publicado

11-07-2019

Edição

Seção

Artigos