Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word.DOC ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está com espaçamento entre 1,5 cm; entre parágrafos: 6 pontos depois; do título para o começo do texto: espaço antes e depois da citação de 1,5 cm;
    - fonte 12, Times New Roman;
    - margem superior e esquerda: 3 cm; margem inferior e direita: 2 cm;
    Empregar itálico em vez de sublinhar em títulos de livros (exceto em endereços URL).
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

A Escola Superior de Guerra promove a edição da Revista da Escola Superior de Guerra (Prefixo Editorial: 68649/ ISSN: 0102-1788).

A Revista da Escola Superior de Guerra tem por finalidade publicar artigos originais em língua portuguesa de autoria ou coautoria de doutores sobre Ciência Militar, Políticas, Defesa e Segurança Nacional, Poder Nacional e Estratégia.

Todos os textos serão avaliados por pares duplamente cegos e pelo Conselho Editorial para, posteriormente, serem indicados à publicação.

Os autores devem verificar o cumprimento de todos os itens listados a seguir. Os textos em desacordo com as normas não serão aceitos para publicação e serão devolvidos aos autores.

Os artigos devem ser originais, inéditos e não devem estar, concomitantemente, sendo avaliados para outra publicação.

Recomenda-se observar as normas da ABNT: 

  • NBR 6023/2018 - Elaboração de referências
  • NBR 6022 - Apresentação de artigo em publicação periódica
  • NBR 10520/2002 - Apresentação de citações em documentos;
  • NBR 12256/1992 - Apresentação de originais;
  • NBR 5892/1989 - Norma para datar;
  • NBR 6024/2012 - Numeração progressiva;
  • NBR 6028/2003 - Norma para resumo de apresentação de trabalhos científicos; e
  • NBR 14724/2011 – Formatação de trabalhos científicos, monografias e trabalhos de conclusão de curso (TCC). No caso de gráficos, figuras, tabelas, fotos e outras ilustrações, de acordo com as Normas de Apresentação Tabular,  do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os arquivos devem obedecer aos seguintes critérios: 

  • Estar no formato Microsoft Word.DOC ou RTF;
  • Ter entre 10 e 20 páginas com as referências;
  • Apresentar texto: com espaçamento entre 1,5 cm; entre parágrafos: 6 pontos depois; do título para o começo do texto: espaço antes e depois da citação de 1,5 cm;
    • fonte 12, Times New Roman;
    • margem superior e esquerda: 3 cm; margem inferior e direita: 2 cm;
  • Empregar itálico em vez de sublinhar em títulos de livros (exceto em endereços URL);

O texto deve ser precedido do título. Após o título, seguem o nome  do (s) autor (es), o resumo (Português, Inglês e Espanhol) acompanhado das palavras-chave (até 5), o título em inglês, o abstract acompanhado das keywords, o título em espanhol e do resumen acompanhados das palabras clave.

Em nota de rodapé, sem número e com asterisco, acrescentar titulação, atividade atual, filiação institucional e endereço eletrônico dos autores.

Os artigos devem vir acompanhados de uma autorização para publicação contendo o nome, titulo do artigo, endereço, telefone, endereço eletrônico e um currículo resumido do(s) autor(es).

Nos artigos, devem constar, no final, as referências proporcionais ao número de páginas;

O canal de diálogo entre os autores e a editoração é <revistadaesg@esg.br >.

A ESG reserva-se o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores. As provas finais não serão enviadas aos autores.

A ESG cumpre todos os direitos dos autores reservados e protegidos pela Lei n.º 9610, de 19 de fevereiro de 1998. Condiciona-se a sua reprodução parcial ou integral à autorização expressa e as citações eventuais à obrigatoriedade de referência da autoria e da revista.

As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

A revista é distribuída gratuitamente, e cada autor poderá receber quatro exemplares mediante solicitação.

Com vistas a facilitar a etapa de preparação editorial, foram estabelecidos determinados critérios de uniformização que devem ser seguidos pelos autores já por ocasião da elaboração dos artigos.

Sobre o uso de:

Aspas - apenas para metáforas, transcrições e citações com menos de três linhas.

Negrito - somente para títulos de capítulos, tópicos, tabelas e gráficos.

Itálico - palavras estrangeiras, títulos de livros, jornais, artigos, teses etc., quando aparecerem no corpo do texto. Apenas muito excepcionalmente o itálico deve ser usado para ressaltar palavras e expressões — sugere-se, no entanto, que esse artifício seja evitado.

  • Ilustrações, tabelas, imagens

Inserir figuras e tabelas o mais próximo possível do trecho a que se refere, centralizados na página, preferencialmente, não devendo passar de duas, e com as seguintes formatações: conteúdo (fonte 10), título (fonte 12),   dividir a tabela em duas ou mais, se não couber na página; para títulos, utilize o estilo: Tabela n., seguida do título da tabela/gráfico (centralizado e negrito); a fonte dos dados deve ser indicada, alinhando o texto descritivo com a margem esquerda da Tabela/Gráfico, a palavra fonte deve ficar em negrito.

Obs.: caso a dúvida persista, consulte as Normas de Apresentação Tabular do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 Exemplo:

 Tabela 1- Inscrição em faculdades locais

Instituições

Novos alunos universitários

Alunos de graduação

Alteração

 

Universidade Cedar

 

110

 

103

 

+7

Faculdade Elm

223

214

+9

Academia Maple

197

120

+77

Faculdade Pine

134

121

+13

Instituto Oak

202

210

-8

Fonte: O AUTOR, 2005.

 

  • Resumo

Apreciação concisa dos pontos relevantes de um documento em espaço simples. O resumo de um artigo deve conter de 100 a 250 palavras. As palavras-chave devem figurar logo abaixo do resumo, separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto, ao máximo cinco palavras. Observar NBR 6028/2003.

 

  • Citação de autores no texto

Um autor: indicação do sobrenome do autor em maiúsculas, seguido da data, caso a citação seja indireta: (BIGNOTO, 2003)

Indicação de dois ou três autores da mesma obra separados por ponto e vírgula, acrescidos da data: (RIECK; LEE, 1948) ou (MARTINS; JORGE; MARINHO,1972).

 Na obra com mais de três autores, deve ser mencionado um autor (o primeiro ou o mais conhecido) seguido da expressão "et aI." acrescida da data: (JARDIM et aI., 1965).

 Citação de trabalhos de diferentes autores. Todos eles são mencionados, logo se deve seguir a ordem alfabética ou cronológica. Exemplos: (ATANASIU, 1967; KING, 1965; LIRONS, 1955; THOMAS, 1973) / (LIRONS, 1955;

KING, 1965; ATANASIU, 1967; THOMAS, 1973).

 

Citações de diversos documentos dos mesmos autores, publicados em um mesmo ano, são distinguidas pelo acréscimo de letras minúsculas do alfabeto após a data, e sem espacejamento:

(CARRARO, 1973a), (CARRARO, 1973b), (VOLKMAN; GOWANS, 1965a), (VOLKMAN; GOWANS, 1965b)

 

Coincidência de autores com o mesmo sobrenome e data: acrescentar as iniciais de seus prenomes: (BARBOSA, N., 1958); (BARBOSA, R., 1958)

 

Citação de citação: identificar a obra diretamente consultada. A expressão latina apud significa citado por, conforme, segundo, de acordo com, em sintonia com as ideias de. Exemplos: (SILVA apud PESSOA, 1980)

 

Na citação direta (transcrição), consta, ainda, a numeração das páginas utilizadas, seguida de vírgula logo após o ano.

(VOLKMAN; GOWANS, 1965, p. 35-43).

 

  • Transcrição textual de parte da obra

A citação, até 3 linhas, deve ser contida entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para indicar citação no interior da citação.

Exemplo:

 

De acordo com Faria (2003, p. 32), "A essa determinação, Pêcheux denomina de ‘formação ideológica’ [...]".

A citação com mais de 3 linhas deve ser destacada com um recuo da margem esquerda 4cm, em fonte 10, sem aspas.

Exemplo:

 

Marisa e Regina preconizam que:

 

Tudo se traduz, transcreve, simplifica, banaliza, complica, recria, transcria ou transfigura. Nada permanece a primeira versão e única versão, nem para o autor nem para o leitor. Cada leitura, assim como cada escritura, pode ser simultaneamente, tradução e recriação. Quem lê, assim como quem escreve, está simultânea e necessariamente traduzindo, buscando significados, recorrendo a significantes, em busca dos sons e sentidos, ritmos e formas, cores e vibrações. (LAJOLO; ZILBERMAN, 2001, p.11).

 

Em supressões, acréscimos e comentários, deve-se utilizar colchetes: Exemplo:

"Esta [a cultura humana] só se desenvolveu porque o homem tem a faculdade linguística por excelência. Isto é, o homem necessita de significados para viver [...]"

Ênfases em trechos da citação são indicados com a expressão "grifo nosso" ou "grifo do autor" entre parênteses, após a chamada da citação.

Exemplo: "Cinema é arte, é diversão, é indústria e, desde o final do século passado, vem encantando pessoas de todas as idades" (SILVA, 2000, p. 19, grifo nosso).

 

Observação: se o nome ou sobrenome estiverem no fluxo da frase, esse aparece só com a inicial maiúscula, porém se o sobrenome do autor for citado a parte deverá ser escrito todo em maiúscula. O número da (s) página (s) é obrigatório no caso de transcrição.

 

Exemplo:

Bourdieu (1996, p. 197) destaca que a “fraude fiscal existe ainda hoje para mostrar que a legitimidade do imposto não é dada”.

 

Para tanto, o Estado realizava pesquisas tais como: a avaliação dos sargentos em 1194; a enumeração dos carretos e dos homens armados; uma lista de receitas e despesas, em 1221, que hoje pode ser considerada como um embrião do orçamento público. Bourdieu ressalta que:

 

O Estado concentra a informação, que analisa e redistribui. Realiza, sobretudo, uma unificação teórica. Situando-se do ponto de vista do todo, da sociedade em seu conjunto, ele é o responsável por todas as operações de totalização, especialmente pelo recenseamento e pela estatística ou pela contabilidade nacional; pela objetivação, por meio da cartografia, representação unitária do alto, do espaço, ou simplesmente por meio da escrita, instrumento de acumulação do conhecimento (por exemplo, com os arquivos) e de codificação como unificação cognitiva que implica a centralização e a monopolização em proveito dos amanuenses ou dos letrados. (BOURDIEU, 1996, p.105, grifos do autor).

 

  • Referências

A padronização da ESG está baseada na norma ABNT/NBR 6023. Não se esqueçam de que as referências são alinhadas somente à margem esquerda.

 

As regras gerais são as seguintes:

Regras: 1. Sobrenome do autor em letras maiúsculas. Vírgula; 2. Inicial do nome do autor ou o nome do autor por extenso. Ponto; 3. Título da obra (em maiúscula só a primeiras letras da primeira palavra e dos nomes próprios) em itálico (só o título, o subtítulo não tem grifos). Ponto; 4. Número da edição (a partir da segunda) (observar a abreviatura de 2. ed.) 5. Local. Dois-pontos; 6. Nome da editora sem a palavra editora. Vírgula; 7. Ano da publicação. Ponto. 8. Página inicial-final, caso o livro não tenha sido todo usado. Ponto.

 

Exemplo:

ELIAS, Norbet. Sobre o tempo. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

 

- Quando houver tradutor, prefácio ou notas:

ALlGHIERI, Dante. A divina comédia. Tradução de Hernani Donato. São Paulo: Círculo do Livro, 1983.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023. Informação e

documentação: referências - elaboração. Rio de Janeiro: ABNT, 2000.

 

  • Quando houver mais de um autor, separá-los com ponto-e-vírgula:
  • COX, Michael; STOKES, Doug. US foreign policy. ed.Nova York: Oxford, 2012.
  • Livro de série ou coleção:

 

SANTOS, José Luís. O que é cultura. São Paulo: Brasiliense, 2006. (Coleção Primeiros Passos, 110)

 

  • Livro em meio eletrônico:

ALVES, Castro. Navio negreiro. [S.I.]: Virtual Books, 2000. Disponível em:

<http://www.terra.com.br/virtualbooks/port/lport/navionegreiro.htm>. Acesso em: 5 mar.2015.

 

  • Notas de rodapé

As notas de rodapé (fonte 10, espaço simples) destinam-se a prestar esclarecimentos ou tecer considerações que não são incluídas no texto para não interromper a sequência lógica da leitura. Tais notas não devem ser usadas desproporcionalmente e não devem ter mais de cinco linhas. Elas devem ficar ao final de cada página, e não no fim do artigo.

Exemplo:

O álcool nas bebidas é encontrado a partir de fermentação1 dos cereais, para fabricação das mesmas. As pessoas bebem para relaxar ou até mesmo para ficarem mais felizes e não sabem quais são as reações² do nosso organismo em relação ao álcool. Segundo Robaina2, “todo este material à base de álcool utilizado diariamente, não nos adverte quanto ao uso deles”.

 

1 As bebidas alcoólicas que são produzidas através da fermentação são champanhas, cervejas e os vinhos, e as bebidas produzidas através da fermentação e destilação são as aguardentes, uísques e o conhaque.

 2 Como os alcoóis são de caráter básico fraco, eles irão reagir ao entrar no estômago, pois este contém sucos gástricos ácidos. No caso do fígado, há uma intoxicação hepática.

Artigos

Política padrão de seção

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.